itália

Menina, amanhã de manhã – Tom Zé

Uma belíssima canção do compositor Tom Zé, escrita em 1972, que fala veladamente da ditadura militar (1964-1985). Choro de Rua convida Tatiana Valle para uma versão fresca e genuina a duas vozes de Menina, amanhã de manhã, canção em que emerge um Brasil que muitos não conhecem bem, uma raiz imersa na terra, densa e preciosa. Boa audição e boa reflexão! Tatiana Valle – voz Barbara Piperno – voz e flauta Marco Ruviaro – violão 7 cordas

Compartilhe!

Tua imagem, Canhoto da Paraíba

Canhoto da Paraíba foi um gênio das cordas. Tocando ao contrário, com as cordas “ao avesso”, ele fazia o violão soar como ninguém — peculiaridade que não compromete em nada a sua genialidade musical; muito pelo contrário, exalta-a. A vasta obra musical de Canhoto da Paraíba extrapola o universo violonístico. Tua imagem, um choro-canção originalmente instrumental, recebe aqui uma bela poesia do Yure Romão, músico brasileiro radicado em Paris que tive o privilégio de conhecer há alguns anos nas rodas de choro parisienses. Yure Romão, voz e violão Marco Ruviaro, bandolim Nem precisa dizer que o vídeo fora gravado nos…

Compartilhe!

Acerta o passo, Pixinguinha

Obra-prima de Pixinguinha, uma bela polca chamada Acerta o passo – é preciso estar atento para, justamente, não perder o passo. Gravada nos Estúdios Chorísticos Irineu de Almeida (Bolonha, Itália), em janeiro de 2019, em ocasião da visita do violonista José Vicente a Bolonha. Rodas de choro, gravações, boa música. Marco Ruviaro, bandolim José Vicente Miranda, violão 7 cordas Essa polca-choro é bastante tradicional como estrutura, tonalidades, modulações etc. Porém, é uma pérola de composição sob qualquer aspecto: fluência melódica, surpresas harmônicas, contraste entre as diversas partes, enfim, uma obra-prima. Mais uma de Pixinguinha.

Compartilhe!

Descendo a serra, Pixinguinha

Confirmado: pra descer, todo santo ajuda! Especialmente se for ladeira abaixo com esse fantástico maxixe do Pixinguinha, Descendo a serra! Nós do Choro de Rua aproveitamos a passagem pela Itália do Carlos Cesar, mestre dos batuques, vindo diretamente d’O Porto! Assistam e aproveitem para se inscrever no canal 😃 ah, e não deixem de ver o vídeo até o fim, pois rola uma espécie de ijexá que saiu sem querer no A derradeiro. Barbara Piperno, flauta Marco Ruviaro, violão 7 cordas Carlos Cesar, pandeiro

Compartilhe!

Pranto de poeta, Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito

Quem nunca ouviu falar em Mangueira, bom sujeito não é : ) morro, escola de samba, bairro, estação de trem, berço de grandes nomes do samba, o nome Mangueira é recorrentemente homenageado no repertório do samba por mestres como Cartola, Carlos Cachaça, Nelson Cavaquinho e outros. A parceria Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito rendeu algumas pérolas que entraram para a história do samba; uma delas é Pranto de Poeta, uma homenagem à Mangueira e seus artistas. Os sambas do mestre Nelson caem sempre bem na voz do grande amigo e músico Rogerio Tavares, potiguar radicado em Bolonha! Para completar…

Compartilhe!

Receita de Samba, Jacob do Bandolim

Il grande amico — nonché grande chitarrista, arrangiatore e compositore — Roberto Taufic suona Receita de Samba con noi del duo Choro de Rua! Ne siamo molto felici e orgogliosi, anche perché Roberto è l’autore delle note di copertina del nostro album Santo Bálsamo! Roberto è stato il primo musicista che ho conosciuto quando sono arrivato in Italia. Musicista incredibile, fonte di grande ispirazione per tanti musicisti sia nel mondo della musica brasiliana che nel jazz, è sempre un grande piacere e una sfida suonare con lui! In questo video, abbiamo “giocato” un po’ sulle note di Receita de Samba…

Compartilhe!

La rondine, Cristina Renzetti e Marco Ruviaro

Acho que o Adoniran iria ficar contente… tem sambinha italiano na praça! Trata-se de La rondine, que cá apresento ao lado da maravilhosa amiga e cantora Cristina Renzetti! Fiquei sabendo da existência dessa música somente há pouco mais de um mês (é duro ser ignorante, admito XD) pela voz da própria Cristina que, ademais, é a autora da versão em italiano deste samba — cujo tema original se chama Minha andorinha e foi escrito por Bia Krieger, compositora que não conheço pessoalmente mas que já tem toda a minha estima. Diz-se que ouviu-se por entre os pórticos de Bolonha o…

Compartilhe!

Poesias do Aldemar, Rossini Ferreira

Tanta música boa que acaba ficando esquecida, ou mesmo engavetada, não é mesmo? É dever de todos os chorões combater esse vil processo — os apreciadores da boa música instrumental brasileira agradecem! Eis que os Estúdios Chorísticos Irineu de Almeida apresentam hoje Poesias do Aldemar, do bandolinista pernambucano Rossini Ferreira! Vários compositores não têm o reconhecimento que merecem; Rossini Ferreira é um deles. Bastante falado e tocado nas rodas de choro, ilustre desconhecido fora das rodas. E pensar que uma de suas músicas chegou a ganhar um concurso na televisão nos anos 70! Poesias do Aldemar é, ao meu ver,…

Compartilhe!
1 of 16
12345