intensivo de choro

Tanta música boa que acaba ficando esquecida, ou mesmo engavetada, não é mesmo? É dever de todos os chorões combater esse vil processo — os apreciadores da boa música instrumental brasileira agradecem! Eis que os Estúdios Chorísticos Irineu de Almeida apresentam hoje Poesias do Aldemar, do bandolinista pernambucano Rossini Ferreira! Vários compositores não têm o reconhecimento que merecem; Rossini Ferreira é um deles. Bastante falado e tocado nas rodas de choro, ilustre desconhecido fora das rodas. E pensar que uma de suas músicas chegou a ganhar um concurso na televisão nos anos 70! Poesias do Aldemar é, ao meu ver,…

Compartilhe!

Bole-bole, Jacob do Bandolim

Em 1959, Jackson do Pandeiro já cantava que Miami não é Copacabana e que samba não é rumba, mas… ele não falou nada sobre polcas! Será que um samba poderia ser também uma polca?! Para tirar a dúvida, nós aplicamos um detalhado processo de polquização no samba Bole-Bole, uma das composições de Jacob do Bandolim mais apreciadas nas rodas de choro! O resultado dessa polquização está aí! Como creio todos perceberão, as conexões entre as danças européias e as brasileiras sempre foram mais estreitas de quanto jamais sonhara nossa vã filosofia. Gravado em julho de 2019 nos Estúdios Chorísticos Irineu…

Compartilhe!

Cadência, Juventino Maciel

Cadência é uma obra-prima do repertório chorístico! Seu autor, Juventino Maciel, foi um grande compositor de choros, em sua grande maioria ainda desconhecidos – por sorte ou por azar, devido justamente ao fenômeno deste choro Cadência que, uma vez gravado por Jacob do Bandolim, se transformou em um dos clássicos das rodas de choro no Brasil e no mundo. Mas fiquemos tranqüilos porque, em breve, os Estúdios Chorísticos Irineu de Almeida vão apresentar mais composições do mestre Juventino. Aguardem! Marco Ruviaro, violão 7 cordas Pedro Barrios, cavaquinho Barbara Piperno, flauta transversal

Compartilhe!

Verinha, Dermeval neto

Vitor Casagrande, um dos mais importantes bandolinistas de choro e samba da cena musical de São Paulo, esteve de passagem pelos Estúdios Chorísticos Irineu de Almeida e, como não poderia deixar de ser, aproveitamos a oportunidade para gravar uns choros. Eis cá o belo choro Verinha, de Dermeval Neto, conhecido como Furinha. Vitor Casagrande, bandolim Marco Ruviaro, violão 7 cordas — Quem foi Demerval Neto? Demerval Fonseca Neto nasceu em 9/6/1903 no bairro carioca do Catumbi. Foi criado em ambiente musical, contando em sua família com vários músicos amadores. Por volta de 1920, se iniciou no cavaquinho passando posteriormente para…

Compartilhe!
Intensivo de Choro de Torino 2014

Intensivo de Choro de Torino 2014

A quinta edição do Intensivo de Choro de Torino está aberta, senhoras e senhores! Rodas de Choro diárias, como sói acontecer em quase todos os finais de ano cá pela pacata Torino, urbe que beira o Pó tão logo ele desce dos Alpes. Experimentos musicais, novas composições, novos vídeos, rodas tradicionais, rodas inovadoras, pixinguismos, cordas, percussões, sopros e muito suco de laranja são os ingredientes básicos que permearão as atividades chorísticas nos próximos dias. Você que conhece uns choros, sabe tocar ouvindo os demais músicos, não toca muito forte e mantém seu instrumento devidamente afinado, você será muito bem acolhido!…

Compartilhe!
Torino, centro de praças musicais

Torino, centro de praças musicais

Para termos um panorama do choro na cidade Torino, eis aqui um excerto dos principais pontos de encontro. Bem no centro do mapa, eis que surge imponente a Piazza Pixinguinha, que dispensa por si só maiores apresentações, com suas esbeltas árvores e glamouroso ar musical. A um de seus lados, encontra-se o Giardino Anacleto de Medeiros, com suas belas fontes e bancos ideais para rescaldantes rodas de choro invernais ao sol da tarde. Em seu outro lado, está a Praça Carramona (Albertino Pimentel), que infelizmente tem sido pouco utilizada devido ao fluxo de carros a seu redor. Um pouco mais…

Compartilhe!

Lua cheia, um choro javalesco

Quando o intrépido cavaquinista italiano Luigi Gentile, mais conhecido como Javali do Cavaco, se mete a compor, existem duas possibilidades: ou fica bom, ou fica genial. Desta vez, valeu a segunda opção! Em gravação foi realizada no 3.º Intensivo de Choro, organizado pelo Clube do Choro de Torino entre 17 de Dezembro de 2011 e 5 de Janeiro de 2012, apresentamos um choro violonístico composto pelo Javali em meados de 2010. A execução está a cargo de Marco Ruviaro ao bandolim (eu mesmo) e o próprio Javali, desta feita ao violão. Mas onde foi gravado tão perpétua interpretação? Ora, não…

Compartilhe!
1 of 3
123