Maratona chorística em Paris

Maratona chorística em Paris

Tudo começou no final de Março, quando cheguei a Paris… adverti meus amigos franceses de minha chegada com a seguinte correspondência: “Depuis d’amagnan, quatrième-foire, je vais desembarquer à l’Avant Garde de Lyon pour toquer un peu de Cheaureau avec mes amis françaises! Je voudrais aprofiter l’occasion pour lasser il mon très obligé au mon ami Denis, qu’est qui m’a enseigné à parler et escriver en français une fois en que nous jouions un peu de Cheaureau dans la famoise Place de la Sept Concorde”

Compartilhe!
Cessuar ô Flerris…

Cessuar ô Flerris…

Demém jarrantre a Tchuram… savodir que ojurduí nuzavom la derniér rodadexorrô parriziene… japans que la rodà cessuar ô Flerris sorrá ancruaiable!!! Si tu n’as pas compris, alors tu peux lire la traduction en français: Demain je rentre à Turin… ça veux dire que aujourd’hui nous avons la dernière Roda de Cheaureau Parisiènne… je pense que la Roda ce soir sera incroyable!!!

Compartilhe!
Roda de Choro, 1.º de Março de 2011

Roda de Choro, 1.º de Março de 2011

Claro que o Clube do Choro de Torino não poderia deixar de começar o mês de Março com uma bela Roda de Choro. Ei-la, pois! As Rodas de Choro às terças-feiras já estão ficando tradicionais mesmo entre os mais recatados velhinhos piemonteses, daqueles que saem de casa apenas para comprar queijo parmesão, e olhe lá. Fato é que estavam todos e não só eles lá, nas Oficinas Bohemien, a prestigiar uma noite de boa música! A grande verdade é que o Choro não pára nem um minuto sequer aqui pelos oestes da Planície Padana. Se olharmos para trás, mal conseguiremos…

Compartilhe!

A vida é um buraco (Pixinguinha)

Já se passaram quase dois meses do término do 2.º Intensivo de Choro, e temos ainda muita coisa registrada que permanece inédita! Dentre as incontáveis centenas de gravações em áudio e vídeo, encontrei um choro particularmente divertido e publicável… essa gravação possui uma característica muito interessante: saiu do jeito que veio. Nada foi ensaiado ou arranjado; simplesmente ligamos as câmeras e os microfones, amordaçamos a velhinha que gritava da janela defronte com um passante, e voilà!, mandamos ver no choro. Trata-se na realidade uma bela de uma polca, do sempre maestro Pixinguinha. Eu diria que a vantagem desse tipo de…

Compartilhe!
Roda de Choro à Milanesa, 18 de fevereiro

Roda de Choro à Milanesa, 18 de fevereiro

É exatamente isso que vocês leram… uma bela Roda de Choro à Milanesa, no sentido estrito da expressão! Desde que Milão foi fundada pelos ínsubres, vários séculos atrás, não se tem registro de Rodas de Choro regulares e consistentes ali — o que efetivamente é algo inadmissível do ponto de vista pan-chorístico. Ciente deste impasse histórico, eu coordenei uma Roda de Choro no dia 18 de fevereiro de 2011, uma sexta-feira de amena temperatura, na novíssima sede do IBRIT (Instituto Brasil-Itália) no Corso Sempione. A Roda de Choro contou com a participação de vários músicos, de Milão e também de…

Compartilhe!
Choro na Manga ao vivo, 05 de fevereiro

Choro na Manga ao vivo, 05 de fevereiro

Fato sabido pelos seis cantos do mundo, não é de hoje que o perspicaz duo Choro na Manga promove ferrenho embate contra os Neks, as Lauras Pausinis, os Eros Ramazzottis, os Ligabues, os Vascos Rossis, as Ivetes Sangalos, os Leandros e Leonardos, os É o Tchans, os Brunos e Marronis, os Créus, enfim, contra todas essas e tantas outras aberrações comercialescas que abusam de nossas pobres orelhas diariamente. Pois quem estava aguardando ansiosamente por mais uma apresentação do intrépido duo Choro na Manga pôde tranquilizar-se no dia 05 de fevereiro de 2011 nas Oficinas Bohemien, cujos assediados palcos acolheram tanto…

Compartilhe!
Roda de Choro, 18 de janeiro

Roda de Choro, 18 de janeiro

— C’est pas possible! Acabou de acabar o Intensivo de Choro 2011, e vocês já vão fazer mais uma Roda de Choro em Torino? Ils sont fous ces chorons! Diz-se à boca pequena que foi essa a reação de um ignoto transeunte francês ao saber da Roda de Choro do dia 18 de Janeiro de 2011, que estava então por realizar no Officine Bohemien — boteco que, diga-se de passagem, a esta altura do campeonato já é o segundo lugar mais importante do Choro em Torino, atrás somente da antologicamente imbatível Praça Pixinguinha.

Compartilhe!

Escorregando (Ernesto Nazareth)

Dando continuidade às surpresas pipocantes que o 2.º Intensivo de Choro (promovido pelo Clube do Choro de Torino) nos prepara a cada novo raiar do dia, segue pois esta decomposição improvisativa. A sucessão de elementos musicais de sorte variada permeia audaz o transcorrer das três partes deste belíssimo tango brasileiro do compositor Ernesto Nazareth. Os músicos são Marco Ruviaro ao bandolim, Javali ao cavaquinho, Fabrizio Forte ao violão 7 cordas, e Thierry Moncheny ao violão percussivo esporádico.

Compartilhe!