Gaúcho, par Melonious Quartet

Quando você chega lá, o sul da França lhe provoca sempre reações dos mais diversos naipes. Primeiro, você não entende nada porque está tudo em francês. Depois, seguindo caminho, você acaba por entrar em uma padaria que vende croissants não exatamente como aqueles aos quais você está acostumado. Indo um pouco mais adiante… você se depara com o Melonious Quartet.

Melonious Quartet é uma família provocadora de reações típicas do sul da França. Uma família de bandolins. Quatro músicos do mais alto porte que, uma vez de instrumentos empunhados, fazem o que querem com eles. E geralmente o que eles querem não será o que você está esperando. Será além.

Ora!, não venha me dizer que você estaria esperando ouvir Gaúcho, clássico de Chiquinha Gonzaga, tocado deste modo, no atelier do escultor Dominique Thévenin. Assumo ignorantemente, eu não sei onde fica o atelier, mas algo me diz que é no sul da França…

Qualquer pessoa em pleno e são domínio de sua consciência irá imediatamente buscar saber mais sobre estes incríveis músicos. Eu tive o prazer de conhecê-los em 2009, durante o festival Mandopolis daquele ano, para o qual Patrick me convidara para realizar os eventos ligados ao Choro. Não obstante, a cada vez em que creio de tê-los já conhecido, vejo que ainda devo conhecê-los mais e mais.

O mundo deve conhecer Melonious Quartet. Mas, como tudo o que eles fazem vai além do inusitado, talvez todos sim já os conheçamos; simplesmente ainda não nos demos conta.

Nada mais nada menos, Melonious Quartet é:

Patrick Vaillant, bandolim e direção musical
Thomas Bienabe, bandolim
Patrick Osowiecki, bandola
Jean-Louis Ruf-Costanzo, bandoloncelo

6 Comments

  1. Cristiano Nascimento · 16 May 2012

    Pois é, tem quinze anos que eles existem. Em todos os seus diiscos e concertos tem choros. Patrick Vaillant, o diretor artistico é um dos maiores bandolinistas da França, realmente um gênio e deu uma nova cara ao bandolim europeu.

  2. Fischer · 16 May 2012

    Bacana, hein?!

  3. Roberto Mazzoli · 16 May 2012

    maravilha…..

  4. Fernando · 16 May 2012

    Achei genial!

  5. Fernando Pita · 16 May 2012

    Esses caras são demais, conseguem dar vida nova às possibilidades do instrumento.

  6. Carla · 16 May 2012

    Bacana, diferente, mas, sinceramente, gosto mais do jeito tradicional, mais sacudido como em http://www.gordilho.com/corta jaca.mp3.

Leave a Reply