Choro na Feira d’Aligre

Choro na Feira d’Aligre

As nuvens dominavam, potentes, os céus parisienses desde que eu lá tinha chegado. Pois que no sábado, ao apenas ressoar as vozes que anunciavam uma bela de uma Roda de Choro no Marché Aligre (no coração do 12.º Arredondamento de Paris), os deuses gálicos resolveram tomar uma providência: abriram-se as nuvens, e o sol tomou conta da Place d’Aligre.

Denis e sua cerveja no Marché Aligre

Denis e sua cerveja no Marché Aligre

Começamos a tocar lá pelas 13h na mesas na calçada de um boteco, e saímos dali expulsos pela brisa noturna de Paris lá pelos entornos das 20h. Se por um lado atrapalhamos um pouco os pedestres, por outro lhes proporcionamos um pouco de boa música — não se pode dizer que tenha sido uma troca de todo má.

Porém, como diz um famoso ditado, durante uma calmaria tem sempre uma tempestade que acaba por preceder a calmaria consecutiva. Eis que toda aquele cenário perfeito para uma Roda de Choro foi ligeiramente atrapalhado pelo rumorear provocado pelo XLCXVII Congress National des Voitures de Nettoyage, ocorrido naquela mesma praça onde estávamos tocando, em horário relativamente coincidente.

XLCXVII Congress National des Voitures de Nettoyage

XLCXVII Congress National des Voitures de Nettoyage

Mas eles não eram pessoas más, inclusive consta que a entidade organizadora teria publicado em certo periódico seu a seguinte menção honrosa: “(…) le XLCXVII Congress National des Voitures de Nettoyage a été inesquécible avec la participation des musiciens du BANDO DO CHORÃO… Denis Cette Corde, Gwen du Trompé, Yesser du Pandérau, Marc du Band d’Eau-Ligne (…)”

8 Comments

  1. Cinghialetto · 3 April 2011

    Marc du Band d’eau-ligne….auhauhauhauhauhauhauhauh fantastico!

  2. Yess · 3 April 2011

    Os dedos tesos do Denis traduzem toda a tensão acústica do momento, que só é amenizada pelo sorriso irônico do limpador no alto à esquerda. Belíssima imagem!

  3. Marco · 4 April 2011

    Fosse importante ressaltar a displicência brincalhona da expressão do gari à esquerda, que claramente se deleita com as antológicas baixarias proferidas pelo Denis, que se lhe refrescam a face como uma primeira brisa de primavera.

  4. Fred · 4 April 2011

    e o “trompé”? cavaco? rs

  5. Andreas Michaelides · 4 April 2011

    La descrizione è qualcosa di artisticamente superiore!

  6. Zezinho da Lolo · 12 April 2011

    A rodá do fim de semaná passadô foi otimá! E nesse sabadô tem mais. Quandô vens de novô?

  7. Maratona chorística em Paris | Marco Ruviaro · 29 April 2011

    […] Place d’Aligre, e aquela bela tarde ensolarada foi tão peculiar que se faz prudente escrever outro post respeito. […]

  8. robebbé · 30 April 2011

    Marc du Band d’Eau-Ligne uahuahuaahauh :D:D

Leave a Reply

Captcha loading...